Monitorização costeira, partilha de dados e sistemas de previsão oceânicos e costeiros (Parte 2)i 

As previsões oceânica e costeira diferem em termos de escala espacial, normalmente planetária ou à escala de um oceano ou mar regional no primeiro caso, e regional e/ou local no segundo. Existem diversas agências mundiais que têm a capacidade operacional de gerar previsão meteorológica e oceanográfica global sendo as mais utilizadas a National Oceanic and Atmospheric Administration, NOOA (https://www.noaa.gov/) e a European Centre for Medium-Range Weather Forecasts, ECMWF (https://www.ecmwf.int/), que disponibilizam gratuitamente os resultados dos seus modelos numéricos globais atmosféricos e de geração e propagação de ondas (considerando como forçamento de vento os resultados dos modelos globais atmosféricos). À escala regional e local, existem diversos sistemas de previsão, em geral forçados por dados dos sistemas de previsão meteorológica e oceanográfica global mencionados. Na Tabela 2 apresenta-se (a título exemplificativo) uma lista de entidades que produzem e disponibilizam resultados de sistemas de previsão oceânica e costeira em território português, aos quais dão acesso livre diretamente ou mediante solicitação.

 

Tabela 2. Entidades que produzem sistemas de previsão oceânica e costeira em território marítimo nacional, tipologia de dados observados e sua acessibilidade.

Entidade

Parâmetro

Acesso

Instituto Hidrográfico

Previsão da maré Portugal continental, Madeira e Açores – rede de portos

Mediante solicitação – dados abertos

Faculdade de Ciências Universidade de Lisboa

Previsão de maré nos portos principais nacionais

Dados abertos

Instituto Português do Mar e da Atmosfera

Previsão de dados meteorológicos em território nacional

Dados abertos

Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM)

Estado de manutenção estrutural das obras marítimas (excluindo portos comerciais)

Mediante solicitação

Agência Governamental Espanhola Puertos del Estado

Previsão de séries de agitação marítima – rede de pontos

Mediante solicitação – dados abertos

União Europeia (European Centre for Medium-Range Weather Forecasts)

Dados e gráficos de parâmetros físicos oceânicos – ERA5

Dados abertos

Consórcio: LNEC / LIP /                    CNRS-UR / UC

Previsões de níveis de água e velocidades 2D sobre a região espacial de interesse para períodos de 48 horas - OPENCoastS

Mediante solicitação – dados abertos

Os sistemas de previsão apresentam duas componentes fundamentais: os dados de monitorização que deverão ser disponibilizados desejavelmente em tempo real e as ferramentas de modelação que permitem simular os processos costeiros e que poderão ser baseadas em modelos determinísticos ou obtidos a partir de dados históricos.

A adaptação das zonas costeiras às alterações climáticas tem nos sistemas de previsão uma resposta tecnológica que é fundamental para prevenir e mitigar efeitos de eventos extremos, contribuindo para a proteção de populações e infraestruturas. Se as previsões de médio e longo prazo apresentam ainda uma incerteza muito elevada que dificulta a tomada de decisões, já as previsões de curto termo (horas, dias) poderão ser utilizadas para gerar alertas com um grau de confiança aceitável. No caso da aplicação na zona costeira, estes sistemas estão ainda numa fase inicial de desenvolvimento, havendo já diferentes soluções para previsões de níveis e correntes locais e, nalguns casos em que está disponível informação batimétrica de resolução espacial adequada, da propagação da agitação. Estes sistemas, poderão estender-se a outras variáveis para além das hidrodinâmicas como a variáveis indicadoras da qualidade da água ou geomorfológicas. Estas adquirem uma relevância especial no contexto da proteção de praias arenosas.

Os sistemas de previsão costeiros poderão ser criados tendo por base plataformas tecnológicas que permitam integrar os dados de monitorização, as previsões de modelos atmosféricos e os modelos hidrodinâmicos e morfodinâmicos. Estas plataformas requerem uma elevada especialização, havendo algumas que estão disponíveis de forma gratuita para fins de ensino e investigação como é o caso da plataforma FEWS (Flood Early Warning System - https://oss.deltares.nl/web/delft-fews) do laboratório Deltares nos Países Baixos. Esta plataforma permite a integração de um vasto conjunto de dados em tempo real e a configuração de dezenas de modelos utilizados em todo o mundo. O processamento de dados é facilitado por um vasto conjunto de funcionalidades desenvolvidas para o efeito, permitindo a assimilação de dados ou calibração automática dos modelos com base nas observações disponíveis no instante da previsão e a automatização das previsões ou conjuntos de previsões tendo por base diferentes resultados de modelos atmosféricos.

A variabilidade local da hidrodinâmica e morfodinâmica costeiras exige uma capacidade de simulação que envolve necessariamente modelos robustos de elevada resolução espacial para que os alertas gerados com base em previsões sejam credíveis. O investimento neste tipo de plataformas é, todavia, muito inferior aos benefícios que poderão resultar para as populações se forem devidamente implementados considerando que os horizontes de previsão envolvendo níveis de incerteza aceitáveis são já suficientemente longos para permitir a adoção de medidas de proteção eficazes.

 

Junho 2022

[i] Texto produzido pela CEZCM – 29/06/2022 – relatores: Filipa Oliveira, Óscar Ferreira, Márcia Lima, José Pinho