Exploring riparian vegetation interactions with flow regime and fluvial processes for an improved river manegement and conservation

Rui Pedro Guerreiro Duarte Rivaes da Silva – ISA

Doutoramento em Restauração e Gestão de Rios

Orientadora: Prof.ª Doutora Maria Teresa Marques Ferreira

Júri:

Presidente: Prof.ª Doutora Maria Manuela Rodrigues Branco Simões
Vogal: Prof.ª Doutora Maria Teresa Marques Ferreira
Vogal: Prof. Doutor Rui Manuel Vitor Cortes
Vogal: Prof.ª Doutora Maria Manuela Queiroz Morais
Vogal: Prof.ª Doutora Maria João Brazão Lopes Feio
Vogal: Prof. Doutor Christian K. Feld

2018

Resumo

A tese baseia-se na modelação da resposta espaciotemporal do ecossistema ripário em função das alterações do regime hidrológico do rio, bem como a consequente influência por esta via, no habitat aquático e nos processos fluviais. Ao longo dos diferentes capítulos da tese surgem conclusões que passam principalmente pela demonstração da ameaça acrescida a que o ecossistema ripário mediterrânico está sujeito face a cenários de alteração climática, as suas especificidades ecológicas relativamente ao conhecimento científico geral sobre o tema, assim como a demonstração da possibilidade do restauro e conservação deste ecossistema através da gestão de caudais libertados por barragens. Na temática da regularização fluvial fica especificamente demonstrada a necessidade de implementação de caudais ambientais com consideração pelos requisitos deste ecossistema, sob pena de se tornarem obsoletos em poucos anos devido à alteração das premissas de habitat para as quais foram determinados, revelando-se assim insustentáveis a longo prazo e fracassando no alcance dos efeitos desejados nas comunidades aquáticas para as quais foram propostos primeiramente. Considerar os requisitos de vegetação ripária nos caudais ambientais apresenta-se como uma medida primordial para assegurar a eficiência dos regimes de caudais ambientais na perspetiva de longo prazo do ecossistema fluvial.